Onde comer em Toronto, Canadá

Toronto é uma cidade grande, moderna, multicultural e recebe turistas do mundo todo. Como resultado de tudo isso, há uma grande quantidade de restaurantes de diversas culinárias.

Nós provamos poucos, mas bons restaurantes, e abaixo contamos um pouco sobre cada um. Ah, fizemos também uma lista de alguns restaurantes que fazem sucesso em Toronto, para você saber um pouco mais sobre onde comer na cidade.

Onde comer em Toronto – Marché Movenpick

O Marché Movenpick fica no Brookfield Place, um dos shoppings mais procurados da cidade, e tem um sistema diferente dos restaurantes normais. São diversas estações temáticas onde você escolhe e faz o pedido, vê a preparação acontecer na hora, pega o prato e se senta em uma das mesas dentro (pagando 10% ao garçom se decidir pedir mais coisas na mesa) ou fora do restaurante (sem pagar os 10%).

São 8 estações temáticas: Italiano, Asiático, Grill, Frutos do Mar, Saladas, Frutas, Bebidas e Café. Escolhemos comida tailandesa, pedimos o prato, o atendente passou o cartão (comanda) que recebemos na entrada, preparou o prato juntando os ingredientes que ficam expostos na estação, e sentamos em uma mesa que tinha ao lado.

Me Leva De Leve - Canadá - Onde comer em Toronto

Além de fazer o pedido nas estações, também tem garçonetes que passam nas mesas para o atendimento, mas nesse caso é cobrado 10% como de costume. Se você só pegar a comida, já passar no caixa e comer nas mesas do lado externo, não precisa pagar os 10%.

A comida é uma delícia e vale a pena conhecer esse lugar.

Onde: Marché Mövenpick Brookfield Place Street Level. 181, Bay Street.
Site: www.marche-restaurants.com

Onde comer em Toronto – Aroma

Pertinho da Universidade de Toronto encontramos o restaurante Aroma. O dia estava super quente, entramos só para nos refrescar um pouco com um suco e nos deparamos com uns sanduíches que pareciam deliciosos.

Tem opção de saladas também, mas resolvemos almoçar sanduíche mesmo. Pedimos um de atum e outro de salmão defumado e chá gelado para acompanhar.

Parece que muitas pessoas procuram por esse lugar também, pois no tempo que ficamos por ali sempre teve fila. Muitos pegavam para viagem, pois em Toronto é muito comum as pessoas comerem praças ou parques. E acertamos na escolha, os sanduíches estavam ótimos, ingredientes fresquinhos e com base na culinária mediterrânea.

Onde: Charles and Bay. 1110, Bay St. Pesquise outros endereços aqui.
Site: aroma.ca

Onde comer em Toronto – Paddington’s, St. Lawrence Market

O St. Lawrence é um mercadão muito procurado pelos turistas que fica na região antiga de Toronto, repleta de prédios históricos. Nós fomos atrás de um prato típico, o sanduíche peameal bacon.

Ao chegar lá nos deparamos com as portas fechadas. Nós e mais um monte de gente estava reclamando que o mercado estava fechado na segunda-feira 😀 Foi então que vimos que ele abre de terça a quinta das 8h às 18h, sexta das 8h às 19h e sábado das 5h às 17h.

Mas para nossa sorte, tinha um restaurante aberto, o Paddington’s, que tem a entrada pelo lado da rua e servia o famoso sanduíche que estávamos procurando. Então fomos cumprir nossa missão.

Não tínhamos ideia do tamanho do sanduíche, então pedimos um Peameal Bacon (CAD 12,25), que é um dos mais populares do Canadá, e o Montreal Smoke (CAD 8,95) que não provamos em Montreal e por sorte encontramos em Toronto. Os sandubas são muito grandes, e são muito bons também, por isso vale a pena provar.

Onde: 92 – 95, Front St. East
Site: www.stlawrencemarket.com

Onde comer em Toronto – 360 Restaurant

O 360 Restaurant estava na nossa lista faz muitos anos, só falta mesmo viajar para Toronto… Ele fica no topo da CN Tower, que é uma torre muito alta com uma vista linda para a cidade. O que chama a atenção, além da vista, é que o restaurante é giratório. Ele gira 360 graus, fazendo com que durante a refeição tivéssemos uma visão geral da cidade.

É aconselhável fazer reserva com antecedência, pois apesar de ser um restaurante caro, está sempre cheio. Nós fizemos reserva para comemorar o dia dos namorados.

Os pratos são muito requintados e saborosos. Seguimos as recomendações da garçonete e pedimos o menu com três pratos, entrada + prato principal + sobremesa. É de comer com os olhos, de tão bonita que é a apresentação.

Onde: 301, Front St West.
Site: www.cntower.ca/en-ca/360-restaurant

Onde comer em Toronto – Outras opções

Outros restaurantes que talvez você queira conhecer são:

The Keg Steakhouse + Bar (165, York St) – churrascaria.
Richmond Station (1, Richmond St. West) – cozinha internacional.
Miku (105-10, Bay St | at Queen’s Quay) – cozinha japonesa.
Rodney’s Oyster House (469, King St W | Basement) – frutos do mar.
Pizzeria Libretto (221, Ossington Ave) – pizzaria.
Pai Northern Thai Kitchen (18 Duncan St) – cozinha tailandesa.
Canoe Restaurant & Bar (66, Wellington St. W | 54th Floor TD Bank Tower) – cozinha internacional.
The Elm Tree Restaurant (43, Elm StToronto) – cozinha mediterrânea.
Fresh On Spadina (147, Spadina Ave) – vegetariano.

Confira aqui todos os artigos sobre o Canadá 🙂

Siga as dicas do Me Leva De Leve no Pinterest. É só clicar na imagem abaixo e seguir nossas dicas por lá também 🙂

CANADÁ - Me Leva De Leve - Onde comer em Toronto

Onde comer em Quebec, Canadá

Quebec é uma cidade com ótimos restaurantes e tem a culinária francesa como sua principal influência, portanto, se prepare para comer muito bem. São tantas opções que fica difícil escolher onde comer em Quebec, por isso selecionamos nesse artigo os que mais gostamos e as regiões na cidade onde você pode encontra-los.

Sabores Locais – Costa leste do Canadá

Quem não curte provar os sabores locais em uma viagem, não é mesmo? Todo destino tem um prato, uma bebida, algo que agrada o paladar dos viajantes.

E no Canadá não foi diferente. Apesar do multiculturalismo da culinária no país, alguns sabores só encontramos lá. Então confira alguns dos sabores que provamos.

Sabores Locais – Bebidas

Ice Wine

Quem aprecia um bom vinho, vai encontrar ótimas opções no Canadá. Visitamos duas vinícolas que são destaque no país e muito visitadas por estrangeiros amantes da bebida. Uma das vinícolas fica na Île d’Orléans, em Quebec. Na ilha há outras opções de vinícolas, mas nós escolhemos conhecer e almoçar na Vignoble Ste-Pétronille. Em outro post contaremos mais.

O outro lugar que visitamos e ficamos encantados foi Niagara-On-The-Lake, em Ontário. Lá também há várias opções, algumas muito requintadas.

O vinho mais procurado em Niagara-On-The-Lake é o Ice Wine, que é um vinho produzido com uvas congeladas ainda na videira, pelo clima frio do inverno canadense. O resultado é um vinho mais doce, delicioso. É a magia do inverno em forma de bebida!

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Nós almoçamos na vinícola Peller, uma das mais premiadas da região, principalmente pelo Ice Wine. O restaurante é super-requintado, com poucas mesas para criar um clima mais romântico. Através das amplas janelas dá para ver a linda vista das videiras. Os pratos são impecáveis na apresentação e no sabor. Mas sobre o restaurante, contaremos em outro artigo 🙂

Na adega da vinícola Peller há várias opções de Ice Wine, vinho e espumante. Os valores não são dos mais baratos, mas também não são tão caros assim. Pela qualidade e sabor, valem a pena. Encontramos opções de CAD 19,00 a CAD 96,00.

Refrigerante

Sim, nós provamos os refrigerantes locais! Em um passeio pelo Jardim Botânico de Montreal, paramos para tomar um café e eis que vimos um refrigerante chamado Bec Soda. Curiosidade despertada, lemos as informações da garrafa que dizia ser um refrigerante de Quebec com Maple Syrup. Tínhamos que provar, claro.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Tentamos fazer um vídeo para mostrar ao vivo no stories do Instagram, mas “deu ruim” :D, mas até que ficou engraçado vai.

O refrigerante é gostosinho até, mas achei meio doce demais. Quem é formiguinha vai adorar.

Sabores Locais – Doces

Produtos Maple Syrup

O símbolo do Canadá é a folha da árvore Maple, que estampa a bandeira do país. O Maple Syrup é um xarope natural, é a seiva extraída dessa árvore na primavera, levada ao fogo para evaporar a água e formar o xarope.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

É doce e lembra o mel, mas com sabor mais forte e menos doce. O Maple Syrup é vendido puro ou então utilizado para a produção de outros produtos como bolachas, biscoitos, maple taffy e manteiga. Nós trouxemos um pote pra casa 🙂

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Quebec é a maior região produtora de Maple Syrup, responsável por quase 80% da produção mundial. Você encontra esses produtos em qualquer lojinha que vende lembranças do Canadá, em supermercados e nos aeroportos do país.

Maple Taffy

Da seiva do Maple Tree também é feito o Maple Taffy, que é um desses sabores locais que você precisa provar. É como um “pirulito de caramelo”. A seiva bruta é retirada da árvore, fervida um pouco a mais do que para fazer o maple syrup, colocada nessa barra de gelo e enrolada em um palito.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Você vai encontrar essa guloseima em Quebec, onde é mais comum. É meio caro pelo tamanho, mas vale a pena provar.

Sorvete

Passeando pelas ruas da antiga Quebec vimos várias pessoas com sorvetes enormes brancos, alguns com cobertura de chocolate, chocolate branco, morango, granulado, caldas, etc. Fomos seguindo as pistas e chegamos nessa sorveteria chamada Chocolato.

Não sei vocês, mas eu gosto muito de sorvete, tanto no verão quanto no inverno (muito obrigada para quem inventou essa delícia). E em Quebec provamos um dos sorvetes mais gostosos do mundo, sem exagero, estava uma delícia.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Pedimos o tradicional sem cobertura para provar, mas são dezenas de opções de coberturas. Escolhi o sabor e fui para a mesa, e o Douglas, como sabe que eu gosto muito de sorvete, pediu logo um grande para mim. Mas o grande, na verdade, é enorme.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

O sorvete é muito cremoso, suave, doce, uma delícia. Enfim, de tão grande, acabou sendo minha janta. Impossível comer qualquer coisa depois de um sorvetão desses.

Vale muito a pena provar e é uma ótima pedida, principalmente se você for no verão.

Beaver Tails/Queues de Castor

Essa é outra sobremesa muito comum no lado leste do Canadá, o Beaver Tails ou Queues de Castor (a tradução seria Rabo de Castor).

A massa lembra muito um doce brasileiro, a calça virada ou orelha de gato, só que no formato de rabo de castor, com uma cobertura que você pode escolher entre várias opções. Essa da foto é maçã com canela.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

É bem doce, nada muito saudável, mas é mais um que você deve provar. Como é grande, vale a pena dividir com alguém, para poder provar outras gostosuras também.

Geleias e mel

Em Île d’Orleáns, em Quebec, encontramos uma loja de geleias feitas com produtos orgânicos, produzidos ali mesmo pela família. O nome desse lugar é Confituterie Tigidou.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Nós compramos um mel cremoso e uma caixinha com quatro sabores de geleia: blueberry, framboesa, caramelo e morango.

A loja em si é uma graça, toda decorada em estilo rústico. Em volta há macieiras, mas como o tempo estava chuvoso, não conseguimos aproveitar para sentar por ali.

Timbits

Aviso: antes de continuar lendo, saiba que os timbits são simplesmente viciantes. Os timbits são umas bolinhas de massa de farinha com recheio e/ou cobertura. Lembram muito os nossos bolinhos de chuva.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

São produzidos pela Tim Hortons (a rede de cafeteria preferida no país) e pelo que percebi, também são os queridinhos dos canadenses. Você pode comprar uma unidade ou nessas caixinhas a partir de 10 unidades. Pegue um de cada sabor na primeira vez para descobrir qual é o seu favorito, mas cuidado, vicia 😀

E o pior… não tem aqui no Brasil para vender 🙁

Sabores Locais – Salgados

Poutine

Ah… o Poutine! Esse é um clássico da culinária canadense. À primeira vista, não é dos pratos mais bonitos, mas o sabor é muito bom.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

O Poutine é uma generosa porção de batatas fritas com pedaços de queijo que derretem com o calor de um molho delicioso. Beeem calórico, mas vale a pena provar.

Não é um prato para comer todos os dias, mas quando bate aquela vontade de comer alguma gordice, essa definitivamente é uma opção. É do tipo de comida que depois que você dá a primeira garfada, só para quando não tiver mais nada no prato.

Sanduíche

Se tem uma coisa que os canadenses gostam muito são os sanduíches. Nas cafeterias são feitos com pães fatiados, italianos, integrais, e principalmente com bagels e croissant.

Mas tem um que é famoso e muito procurado em Toronto, o Peameal Bacon Sandwich. Encontramos esse prato no St. Lawrence Market, um lugar super tradicional na cidade.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Esse sanduíche foi criado em Toronto e é feito com bacon curado de lombo de porco empanado em farinha de milho, que dá uma crocância. É bem grande e dá para dividir com alguém. Aliás, todos os pratos são grandes no Canadá 😀

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Também no St. Lawrence Market, pedimos o Montreal Smoke Meat. Não sabíamos que os sanduíches eram tão grandes, foi difícil comer inteiro. O interessante foi que estávamos em Toronto e gostamos mais do lanche tradicional de Montreal 😛

Queijo

O queijo Fromage foi o primeiro queijo a ser fabricado nas Américas e tudo começou na Île d’Orléans. Nós fomos até o local onde ele é fabricado, mas estava fechado para reforma, infelizmente.

O pior de tudo é que não pudemos fazer a piada que já estava ensaiada: Esse é o primeiro queijo feito nas Américas?? Já deve estar estragado então… 😛

Por sorte tinha um aviso na porta com os endereços onde poderíamos encontrar o queijo.

Me Leva De Leve - Canadá - Sabores Locais

Fomos até um mercadinho ali perto e compramos, não poderíamos voltar para o Brasil sem provar esse queijo. E ainda bem que fomos atrás. Eu não sou muito fã de queijos, mas o Douglas adora, e esse queijo é muito gostoso.

Tem um sabor único e suave, bem agradável. Um dos poucos que consegui comer sem qualquer acompanhamento. Então, super vale a pena comprar, pena que não deu para trazer uma reserva junto 😀

Não visitamos a propriedade, mas pelo menos provamos o sabor do primeiro queijo produzido no continente.

E esses são alguns dos sabores locais que provamos em nossa viagem pelo lado leste do Canadá. O país tem uma culinária incrivelmente saborosa. Os pratos, geralmente, são muito bem servidos, então cuidado ao pedir tamanho grande. Quebec é o destino gastronômico, a maioria dos sabores locais encontramos por lá.

Encontre mais dicas sobre o Canadá aqui e sobre Sabores Locais aqui

Salve estas dicas na sua pasta sobre o Canadá ou Sabores Locais no Pinterest. É só clicar na imagem abaixo e quando você precisar destas informações vai ficar mais fácil de achar 🙂

Onde comer em Montreal, Canadá

Não sei vocês, mas para nós a gastronomia é algo que nos chama a atenção nas viagens. Pensando nisso, preparamos algumas dicas sobre onde comer em Montreal, no Canadá.

Por ser um país multicultural, encontramos opções de restaurantes do mundo todo. Então pode ficar tranquilo(a) quanto a alimentação em Montreal. Você vai encontrar desde do simples hambúrguer até o mais sofisticado prato gourmet.

Nós procuramos pelos pratos típicos e restaurantes próximos aos atrativos turísticos que estávamos visitando. Confira abaixo onde e quais restaurantes encontramos em Montreal.

Onde comer em Montreal – Café da manhã

Como não ficamos hospedados em hotel (confira aqui onde ficar em Montreal), tomamos café da manhã na rua. Confesso que dava uma preguiça às vezes, pois é tão bom tomar café de pijamas, né não?! 😀

Nós ficamos hospedados em Old Montreal e lá tem várias opções de redes de cafeteria conhecidas como Starbucks, Van Houtte e Tim Hortons, além dos restaurantes dos hotéis que são abertos ao público e outras cafeterias.

Até que foi interessante não ficar em um hotel, desbravar as cafeterias locais e ver como os moradores de Montreal costumam tomar seu café na rua também. Como nos filmes, eles saem pelas ruas com um copo de café na mão e um pacotinho com um bagel ou sanduíche de croissant. Vê aí se não fiquei com cara de figurante de seriado 😛

E pra variar só um pouquinho, ache o erro na foto abaixo 😛

Olha o que tem de opções para o café da manhã nessas cafeterias. Frutas, sanduíches, bagel <3 e croissant, basicamente. E o café grande, é graaande mesmo. Praticamente um balde de café. Sério, peça pelo tamanho pequeno.

Lembre de pedir para esquentar, caso queira comer quentinho 😉 Ah, no Tim Hortons o meu preferido são esses timbits <3 <3 <3 sentindo falta. O de sour cream glazed é bom demais.

Tem cafeterias indianas, chinesas, vegetarianas, etc. Em Old Montreal e Downtown encontramos fácil várias opções.

Onde comer em Montreal – Almoço

Para nós, o almoço geralmente é o mais complicado de programar durante a viagem, pois nunca temos um horário definido por estar visitando algum atrativo.

Então normalmente procuramos algum restaurante próximo da onde estamos passeando, que vamos com a cara, digamos assim. Escolhemos aquele que tem um bom movimento, mas geralmente que não tenha muita fila. Lembre-se que restaurante vazio pode ser um mal sinal.

Tim Hortons

No primeiro almoço acabamos comendo lanches, estávamos no Marché Central e avistamos um Tim Hortons. Estava muito frio, congelando, então decidimos não ficar procurando e almoçamos ali mesmo, sandubas. Mas tinha opção de sopa também, só que o sanduba na viagem é mais gostoso 😛

Grillades Torino

No outro almoço estávamos no Ruelle des Fortifications e ali encontramos vários tipos de restaurantes e bistrô. Como o bistrô estava concorrido e teríamos que esperar na fila, resolvemos ver outras opções em volta e descobrimos uma praça de alimentação.

Fomos com a cara de um restaurante chamado Grillades Torino, onde você escolhe o tipo e quantidade de carnes e mais outros acompanhamentos. A comida é bem gostosa, principalmente a batata, mas cuidado pois o prato é enoooorme.

Se você se programar direitinho, dá pra curtir uns restaurantes e bistrôs bem legais. Por exemplo, gostaríamos de ter conhecido o Olive & Gourmando (351 Saint-Paul West), o Lola Rosa (545 Milton), o L’Avenue (922 Avenue du Mont-Royal Est) e outros que ficaram para uma próxima vez.

Onde comer em Montreal – Jantar

No jantar era super engraçado comer com o sol lá no alto ainda. Temos o costume de jantar entre 19h e 20h e lá em Montreal o sol no verão se põe depois das 21h. Perdíamos um pouco da noção do tempo, por conta disso.

Five Guys

No primeiro dia estávamos andando pela rua Ste. Catherine e do nada apareceu um Five Guys na nossa frente 😀 Não resistimos ao hambúrguer delícia deles.

Se você não conhece, deveria, pois dá de 10 a 0 nos outros fastfoods de lanches. O Five Guys é uma rede dos EUA que vale a pena provar, não entendo porque não tem ainda no Brasil.  Até já falei sobre ela neste artigo aqui.

Queues de Castor

Na outra noite decidimos que iríamos provar algum restaurante no Old port ou na rua Saint-Paul, mas no caminho tinha um Queues de Castor.

O Queues de Castor é uma rede canadense que serve dois dos principais pratos típicos da região, o Poutine e o Queues de Castor (bever tail ou rabo de castor). O Poutine tem uma aparencia, digamos, não muito convidativa. O prato nada mais é do que batatas fritas, com um molho canadense e pedaços de queijo. Vale a pena provar, apesar de ser bem calórico é uma delícia. E o que é gostoso e não é calórico, né. Em viagem poooode 😛

E o Beaver Tails/Queues de Castor/Rabo de Castor é essa massinha aí de cima na foto. Muito parecida com a massa de calça virada/cueca virada/orelha de gato, enfim, a massa é bem parecida e você escolhe o que colocar de cobertura. Nos escolhemos maçã e canela, mas tem nove opções.

Rua Saint-Paul

Então os restaurantes da rua Saint-Paul também ficaram para uma próxima vez. Pelo que vimos tem vários restaurantes interessantes, tanto que o pessoal que estava na cidade para o evento da Formula 1 estavam nestes restaurantes.

Old Port

E na parte baixa, em Old Port, tinha várias opções de Food Trucks.

Tem tanta coisa legal pra fazer na cidade que às vezes esquecíamos de comer, então nosso estômago nos lembrava carinhosamente com uma roncadinha bem quando tinha várias pessoas ao redor. 😀

Opções de onde comer em Montreal não faltam. Tem várias opções de comida francesa, por causa da colonização, assim como de vários outros lugares do mundo. Então quanto a comida, não se preocupe, você vai passar bem até demais. Os pratos geralmente são enormes, eles gostam de um prato bem servido.

Média de gasto com refeições em Montreal

Quanto aos preços, tem de tudo, mas você pode calcular uma média de CAD 10,00 para o café da manhã, CAD 15,00 para almoço e CAD 20,00 para o jantar, isso por pessoa. *CAD: Dólar Canadense.

Se você for em um bistrô, pode calcular uns CAD 40,00. Nesses valores já incluímos as taxas e impostos. É uma média do que gastamos em Montreal, pode ser que você gaste menos ou mais, vai depender de onde e o que você vai escolher para comer.

Salve estas dicas na sua pasta sobre o Canadá no Pinterest. É só clicar na imagem abaixo e quando você precisar destas informações vai ficar mais fácil de achar 🙂 E para seguir o nosso Pinterest, clique aqui.

onde comer em montreal

Sabores Locais: Espetada Madeirense na Quinta do Olivardo em São Roque

Hoje inauguramos mais uma seção no blog, Sabores Locais, onde vamos falar sobre gastronomia (comidas e bebidas). Já escrevemos antes vários posts com dicas de restaurantes, mas a ideia dessa nova seção é mostrar para vocês o que comer em cada lugar durante a sua viagem, os pratos e bebidas típicos, algo que você só vai encontrar naquele destino, ou seja, que tenham sabores locais.

Não sei vocês, mas nas nossas viagens sempre procuramos saber qual o prato típico do lugar, o que só vamos encontrar ali, algo exclusivo, o melhor da comida ou bebida local. E as vezes só descobrimos isso perguntando para os moradores locais.

Então, pensando nisso, criamos o Sabores Locais para compartilhar com vocês essas descobertas. Aproveitem!!

Se você tem alguma dica de algum sabor local que você conhece, deixa aqui nos comentários ou manda por e-mail 😉

Vamos começar com um prato que comemos em São Roque-SP, chamado Espetada Madeirense.

O que é a Espetada Madeirense

A Espetada Madeirense é um prato típico da Ilha da Madeira, que fica nos Açores, Portugal, e está sempre presenta nas festas, piqueniques e romarias.

É um espeto de cubos de carne, assada como churrasco, com uma característica bem diferente, que dá mais sabor à carne. O detalhe é o espeto, que é feito com galho de louro (sim, o mesmo das folhas de louro), o que dá sabor à carne também de dentro para fora. Foi criada na Ilha da Madeira, por isso recebe esse nome.

Para acompanhar o prato, normalmente é servido milho frito e vinho tinto. É uma iguaria muito saborosa, pois a carne fica macia e suculenta, e o sabor do louro tempera a carne toda, o galho tempera a parte do meio, e o restante do tempero dá sabor à parte de fora da carne.

Como é preparada a Espetada Madeirense

A Espetada Madeirense tem como ingredientes contra-filé grill em cubos, sal grosso, folha de louro, alho e galho de louro. A carne é temperada, espetada no galho de louro e depois levada ao fogo na churrasqueira. O ponto da carne é conforme o gosto de cada um. Nós preferimos ao ponto pra mais, sem aquela parte vermelha 😀 .

Onde comer a Espetada Madeirense

No Brasil, o restaurante Quinta do Olivardo (São Roque – SP) é especialista em receitas tradicionais da Ilha da Madeira, e a Espetada Madeirense está entre eles.  O prato já foi premiado em festivais gastronômicos, e acompanha milho frito, arroz, salada e pão português.

Foi lá que nós provamos o prato. Além dele, pedimos de entrada os deliciosos bolinhos de bacalhau e para beber, suco de uva branca.

Para beber junto com a Espetada Madeirense, a Quinta do Olivardo oferece um vinho de produção própria, que vai super bem com o prato. Provamos o tradicional vinho dos mortos, que fica enterrado, maturando por seis meses. Delicioso!

Além de provar um belo vinho, produzido no local, você também pode provar deliciosos doces portugueses na sobremesa, como nós fizemos. O escolhido? Claro que foi o Pastel de Belém! Humm, quentinhos, feitos na hora…

Espetada Madeirense
Vinho dos Mortos
Pastel de Belém (também conhecido como Pastel de Nata)
Bolinho de bacalhau
Acompanhamento da Espetada Madeirense

Quinta do Olivardo
Endereço: Estrada do Vinho, Km 4 – Estância Turística de São Roque – SP.

Horário: Aberto todos os dias. Segunda a quinta das 9h30 às 17h30. Sexta e sábado das 9h30 às 22h. Domingo e feriados das 9h30 às 19h.
Preço: A Espetada Madeirense na Quinta do Olivardo custa R$ 121,00 e serve de 2 a 3 pessoas.

Site: quintadoolivardo.com.br

E você, já provou esse sabor da gastronomia típica da Ilha da Madeira? Nós gostamos, e você, o que achou?

Leia também sobre São Roque na seção Bate e Volta de Sampa clicando aqui.

Até o próximo Sabores Locais 😉


Almoçamos no Quinta do Olivardo a convite do proprietário Sr. Olivardo Saqui.

 

Onde comer em Nova York

E aí viajantes, tudo bem? Vamos falar sobre onde comer em Nova York?

A maioria das pessoas fala que se come muito mal por lá. Será? Bem, isso depende na verdade do tempo e dinheiro que você tem para fazer uma refeição.

Como eu estava fazendo um curso em Nova York, não tinha muito tempo livre e eu queria aproveitar ao máximo o tempo que eu tinha para explorar a cidade. Por isso acabei comendo muito lanche e em alguns restaurantes onde a preparação da comida era para levar.

O problema é que em Nova York não tem, pelo menos eu não achei, nosso sistema de serviço de buffet que é uma forma de você não perder muito tempo esperando a comida ficar pronta. Em um restaurante com opções de empratados você vai levar pelo menos 1h30 para fazer uma refeição.

Por isso preparei uma lista com sugestão de alguns dos lugares que comi e recomendo em Nova York. Para quem está com pouco tempo e/ou grana curta para a viagem, são seis opções fáceis de encontrar na cidade. #FicaDica

1. Five Guy’s

Five Guy’s é uma rede americana de fast food que ainda não chegou no Brasil. O hamburguer deles é uma delícia, saboroso, com a carne suculenta. Você é vegetariano ou só come Kosher? Eles tem versões de cachorro-quente e sanduíches para você.

Five Guy’s da Time Squares

A primeira vez que fui fiquei meio perdida tentando entender como funcionava, mas um dos funcionários foi super gentil e me explicou. O sistema funciona da seguinte forma, você escolhe o tipo de burguer (hamburguer, cheeseburguer, bacon burguer ou bacon cheeseburguer) no tamanho normal ou pequeno.

Mas é só o pão + hamburguer + queijo e/ou bacon, conforme você escolheu. E aí que vem o diferencial, você pode escolher adicionar outras opções de ingredientes como maionese, alface, tomate, ketchup, mostarda, cebola grelhada e etc,  sem pagar a mais. E para acompanhar você pode comprar as batatas (fritas com a casca, uma delícia), milkshake e bebidas todas da marca Coca-cola.

Todos os hamburgueres são entregues em uma embalagem em um saco de papel e o refrigerante é refil, então você mesmo enche seu copo quantas vezes quiser e conseguir. Eles não sabem brincar com refri, o médio deles é o nosso grande 😀  e não tem opção de pequeno.

Tudo é preparado na sua frente e é uma opção barata  e rápida para um refeição em Nova York, por isso é sempre cheio.

Onde encontrar:

Five Guys – Time’s Square
Endereço: 253, West 42nd Street
Horário: Domingo a quarta das 10h às 2h e de quinta a sábado das 10h às 4h.

Five Guys – Rockefeller Center
Endereço: 36, West 48th Street
Horário: Todos os dias das 11h às 22h.
Quanto custa: Hamburguer de $ 4,29 a $ 7,79. HotDog de $ 3,99 a $ 5,69. Sanduíche de $ 3,29 a $ 4,99. Batata frita de $ 2,69 a $4,99. (dólar)
Site: www.fiveguys.com

2. Pret a Manger

A Pret a Manger é uma rede de lanchonetes fast food britânica de comidas naturais e café orgânico. A comida e bebida são frescas, feitas para consumir no mesmo dia. Tem opções de refeições que são preparadas exclusivamente para o café da manhã, almoço e jantar.

Pret A Manger – Midtown

Todos os pratos ficam em uma geladeira onde você escolhe sua salada, sopa, sanduíche, wraps, baguete, frutas frescas, pratos quentes e/ou sobremesa. É só escolher e passar no caixa. Se você quiser, pode pedir para esquentar sua comida.

Além das comidas, também tem opções de bebidas como sucos naturais, café e leite orgânicos e chás. Eu provei uma salada de frango e frutas para a sobremesa que, diga-se de passagem, estavam uma delícia.

Nessa lanchonete tem algumas mesas que são super concorridas no almoço, então chegue mais cedo para pegar um lugar ou leve para comer no Bryant Park. Mas é cheio messssssmo, acho que foi a única coisa que não gostei.

Por serem comidas frescas, o preço é bem em conta. Se você tá com o orçamento apertadinho, vale a pena fazer algumas das refeições aqui para fugir um pouco dos hamburgueres e batatas fritas.

Onde encontrar:

Pret A Manager – Midtown
Endereço: 1410, Broadway (esquina com a 39th st.)
Horário: De segunda a sexta das 6h às 22h. Sábado e domingo das 8h às 19h.
Quanto: Lanches entre $ 3,50 e $ 10,00. (dólar)
Site: www.pret.com

 3. Starbucks

A Starbucks é uma rede de cafés americana que no Brasil tem lojas em São Paulo e Rio de Janeiro. É uma cafeteria para você visitar desde o café da manhã até o jantar. Tem em praticamente todo canto de Nova York, super fácil de encontrar, principalmente perto de metros e atrações turísticas.

Muitas pessoas gostam de trabalhar aqui, pois tem wifi, mesas, tomadas, sofás, toda estrutura necessária para um dia de trabalho fora do escritório convencional. É também ponto de encontro com os amigos, família e paqueras.

Se você ainda não conhece, vale a pena. O café puro deles não é o melhor do mundo, mas os outros tipos, como o caramel macchiato hummm. E claro o ambiente, os lanches e bolos valem a pena 😉

Por todo lado da cidade vai ter alguém com um copo da Starbucks na mão, super normal, assim como é exibido nos filmes. Isso sem falar que é um ótimo abrigo para dar uma fugida do calorão no verão ou então do super frio no inverno.

Eles também vendem café, canecas, cafeteiras e outros produtos com a marca. Tem várias coisas bacanas e geralmente personalizada com a escrita do nome, símbolos e ícones da cidade em que está o café.

O preço não é tão barato para um cafezinho, se converter para reais o café mais barato sai por R$ 5,60 e o meu caramel macchiato pequeno por R$ 12,00, mas é uma opção interessante e quase uma atividade local 😀 .

Isso sem falar que eles colocam seu nome no copo, então, quando fica pronto ao invés de chamar um número, você é chamado pelo nome.

O meu nome é fácil para os americanos então não tem erro, mas alguns amigos já passaram por situações engraçadas. Tem gente que troca o nome pelo de alguém famoso, só pra ver o pessoal olhando 😀 .

Os horários mais cheios são no café da manhã e depois do almoço. É uma fila enorme e difícil conseguir uma mesa para sentar, pois o pessoal aproveita o wifi e fica por ali mesmo depois de acabar o café.

Abaixo o endereço do café que eu mais frequentei lá, mas no site você encontra os mais de 22.000 endereços pelo mundo, inclusive os endereços no Brasil

Onde encontrar:

Starbucks – Midtown
Endereço: 1500, Broadway (esquina com a 43rd st.)
Horário: Aberta 24h todos os dias.
Quanto: Café Tall (pequeno) de $1,75 a $4,25. Café Grande (médio) de $2,10 a $5,95. Café Venti (grande) de $2,45 a $5,25.
Doces de $1,95 a $2,95. Salgados $2,45 a $6,45. (dólar)
Site: www.starbucks.com

4. Subway

O Subway é uma rede de lanchonetes americanas que serve sanduíches e saladas. Provavelmente você já provou, pois aqui no Brasil são mais de 2 mil lojas.

Nos Estados Unidos são mais de 26 mil lojas e em Nova York, só na região da Times Square tem 10, então você vai encontrar fácil.

Se você ainda não provou esse sanduba, eu sugiro você provar um desses três B.M.T, Frango defumado com cream cheese ou/e Frango teriyaki. São as opções mais pedidas e o BMT é o meu favorito.


Essa opção é legal para um almoço ou jantar, pois é servido rápido, geralmente tem mesas onde você pode sentar para comer e tem banheiros. Então se você está na rua passeando e não tem muito tempo para fazer uma refeição, essa é outra boa opção.

O sistema do subway é o seguinte, primeiro você escolhe sanduíche ou salada. Se for sanduíche, depois escolhe o tipo do pão. São cinco opções e o tamanho de 6 inch (15 cm) ou footlong (30 cm). Então, finalmente, você escolhe o sabor que no meu caso foi o B.M.T. 😛 .

Além do tipo de sanduíche, você pode escolher ingredientes extras (pagando por isso, claro) como queijo e bacon. Depois você escolhe quais verduras e vegetais, como alface, tomate, pepino, cebola e etc, que você quer colocar no seu sanduíche. E pra fechar o sanduba você escolhe o molho de sua preferência, são nove opções.

Quando o sanduba estiver pronto, você pode escolher se vai querer só o sanduíche ou se quer fazer um combo. O combo inclui refri e batata chips, fatias de maçã ou cookies. E é só passar no caixa, pagar e retirar.

É uma opção barata de refeição. E ainda tem o subway do dia, ou seja, cada dia da semana tem um tipo em promoção. Por exemplo, na quinta-feira é o B.M.T. que sai por $ 3,50 o de 6 inch.

Onde encontrar:

Subway
Endereço: consulte neste site todos os endereços www.subway.com
Quanto: Sanduíches 6 inch (15 cm) de $3,75 a $5,50. Sanduíche Footlongs (30 cm) de $5,50 a $9,95. Saladas de $5,00 a $7,50. Acompanhamentos (batata chips, maça ou coockies) de $0,65 a 6,00. Bebidas de $ 1,60 a $2,00.

5. Shake Shack

A Shake Shack é outra rede norte americana de fast food de hamburguer e cachorro-quente. Muito boa também e vale a pena provar, acho que começo a entender os motivos pelos quais norte americanos gostam tanto de fast foods 😀 .

O atendimento eu achei ótimo, super simpáticos e gentis, mesmo com aquele monte de gente esperando e a correria para atender todo mundo.  Não se assuste se quando você for tiver uma fila enorme para o lado de fora, a fila anda super rápido.

Já tinha mordido quando lembrei de tirar a foto :p

Eu provei tanto o hamburguer quanto o cachorro-quente. A primeira vez pedi só o cachorro-quente e a reação do atendente quando disse que queria só o lanche foi super engraçada:

– “Só o lanche mesmo?”
– “Sim, por favor”
– “Meu Deus ela quer só o lanche, não quer batata frita” gritou ele rindo para os colegas. “Você não é americana, né?”
– “Não, não sou.”
Então já rindo muito ele me entrega o comprovante da compra e diz:
– “Ok, tudo bem então, dessa vez você pode pegar seu lanche aqui do lado. Desculpe a brincadeira”.
– “Não, não desculpo”
Ele me olha espantado, não aguento e começo a rir e ele só diz:
“Essa foi boa” 😀 😛

Acho que esse é um dos motivos pelos quais a fila é grande aqui. Mas claro que pelo lanche também que é muito bom, de carne macia, tomate e alface fresquinha e pão também gostoso. Não é a toa que essa rede é uma das queridinhas dos moradores de Nova York.

O único porém aqui é a questão de espaço no lugar. Tem poucas mesas, alguns bancos no meio e mesas altas sem cadeira nos cantos. Como é lotado de gente, conseguir sentar em algum lugar é uma tarefa difícil, dependendo do horário que você for piora mais.

No cardápio além de hamburguer, cachorro-quente e batatas fritas, tem sobremesas como sorvete, cerveja, vinho e duas opções de lanche para seu cachorro 🙂 .

Onde encontrar:

Shake Shack – Theater District
Endereço:691, 8th avenue (esquina com a 44th Street). Consulte outros endereços em www.subway.com
Quando: Todos os dias das 11h às 24h.
Quanto: Hamburgueres de $4,55 a $9,95. Cachorro-quente de $3,39 a $4,69. Batatas fritas de $2,99 e $3,99. Sobremesas com sorvete de $3,79 a $6,89. Bebidas de $ 1,95 a $15,00. Lanche para seu cachorro $3,99 e $7,99.
Site: www.shakeshack.com 

6. Pax Wholesome Foods

O Pax Wholesome Foods é uma rede pequena de restaurantes em Nova York, tem apenas 6 unidades na cidade. São comidas para você levar. Até tem algumas poucas mesas ali no restaurante, mas são pouquíssimas mesmo.

As principais opções são os sanduíches, saladas e as massas que são preparadas na hora. Você pode escolher o tipo de massa, o molho, 1  tipo de carne, 3 tipos de vegetais, queijo, tempero e etc. Você escolhe tudo que vai na sua massa e os cozinheiros preparam pra você.

O prato é entregue em um recipiente como uma marmita, um pão, talheres, guardanapo e dentro de uma sacola de papel para você levar. O que eu fui fica ao lado do Bryant Park, que aliás é uma região com várias opções de restaurantes por ali. Peguei minha sacola e fui para o parque almoçar como os locais fazem.

É uma experiência bem interessante, pois no parque tem mesas e cadeiras embaixo das árvores exatamente para isso mesmo. Algo diferente para se fazer na cidade, além de fugir um pouco das fast foods.

Também é uma boa opção para o café da manhã, pois tem opções como pães, croissant, ovos e bebidas como café e sucos.

O atendimento é bom, tem boas opções de bebidas e o preço é bem acessível para um prato de comida “de verdade”. Se estiver por essa região e gostar de massa, dê uma passada no Pax.

Onde encontrar:

Pax Wholesome Foods – Bryant Park
Endereço:80, W 40th Street (esquina com a 6th avenue). Consulte outros endereços em www.paxfood.com/locations
Quando: Segunda a sexta das 6h às 21h. Sábado das 6h às 20h. Domingo das 6h30 às 19h.
Quanto: Massas de $7,75 e $9,25. Saladas de $7,75 a $8,95. Sanduíches de $1,99 a $8,25. Bebidas de $ 1,49 a $4,95.
Site: www.paxfood.com

Então é isso pessoal, esses são alguns dos lugares que eu conheci lá. Qualquer dúvida ou sugestão de outros lugares para comer em Nova York, deixa aqui nos comentários 🙂

Ah! Segue a gente no Facebook e no Instagram S2

Leia essas dicas também:

4 restaurantes em Porto Alegre que valem a pena conhecer

Selecionamos 4 restaurantes em Porto Alegre que valem a pena conhecer. É claro que não provamos todos os restaurantes da cidade, então se você tiver uma sugestão pode deixar um recado aqui nos comentários que na nossa próxima visita à cidade vamos lá visitar. E quem sabe você não nos faz companhia 😉

Restaurante Puppi Baggio

O restaurante Puppi Baggio fica na região da calçada da fama, no bairro Moinhos de Vento. Um lugar super agradável com várias opções de restaurantes, pubs e barzinhos.

Escolhemos jantar nesse restaurante por estar próximo ao hotel que estávamos hospedados (Laghetto Viverone) e pelo cardápio, com opções de massas, carnes e pizzas.

O ambiente é charmoso em uma casa antiga, com decoração a moda italiana e super aconchegante. Com opção de mesas no jardim ou dentro da casa, como a noite estava quente, preferimos ficar no jardim.

O atendimento é ótimo. Os garçons sempre atentos a mesa, para servir os pratos e bebidas tão logo seja necessário e prontos a atender nossos pedidos com muita educação.

A comida estava uma delícia. Pedimos o couvert que é uma cesta com vários tipos de pães com opções de manteiga, berinjela e pastas. Difícil foi parar de comer esses pãezinhos 😀 e para acompanhar um suco de uva integral.

Como prato principal escolhemos a massa talharim e o molho quatrilho (4 tipos de cogumenlo: shimeji, hiratake, paris e funchi secchi com nata. Genteeeee, que delícia esse molho. A massa estava no ponto e esse molho com esse queijo…humm, deu fome agora só de lembrar 😀

Mas você pode escolher outras opções de massas com ou sem recheio e também o seu molho preferido.

E para fechar a noite uma sobremesa bem gostosura. Pedimos degustação de negrinhos (no Rio Grande do Sul, brigadeiro é chamado de negrinho). São 6 sabores de brigadeiro hummmm.

Qual é o mais gostoso, hummm… não sei, fiquei na dúvida. Acho que preciso provar de novo 😛

O Restaurante Puppi Baggio é pra ir com a família, sozinho, com amigos ou em casal. Pratos bem servidos, comida de ótima qualidade, atendimento muito bom e preço justo.

Restaurante Puppi Baggio

Rua Dinarte Ribeiro, 155 – bairro Moinhos de Vento
Almoço –  De terça a sexta das 11h30 às 15h e sábado e domingo das 12h às 16h.
Jantar – De terça a domingo a partir das 19h30. 
Valor médio por pessoa R$ 75,00 (comida + bebida + 10% de gorjeta do garçom)

Restaurante Peppo Cucina

O restaurante Peppo Cucina, também fica próximo ao hotel onde nos hospedamos (Laghetto Viverone). Esse restaurante nós descobrimos andando pelo bairro, depois de passear por alguns dos parques que tem por ali.

Uma casa de esquina da década de 50 e com um menu exposto logo na entrada, nos pareceu convidativo e lá fomos conhecer.

A recepção e atendimento foram muito cordiais. Fomos sempre muito bem atendidos quando solicitamos. O ambiente é climatizado, então com o calor que fazia esse dia não dava muito vontade de sair de lá 😀 Gostei da decoração que é uma mistura do antigo e contemporâneo, super agradável e aconchegante.

A gastronomia é italiana com uma vasta carta de vinhos. Ao meio dia o menu traz duas opções de pratos: Almoço Executivo, couvert + entrada + prato principal por R$ 37,90, e o Almoço + Taça de vinho, couvert + entrada + prato principal + taça de vinho (100 ml) por R$ 43,90.

Como ainda tínhamos muito trabalho depois do almoço, deixamos o vinho para o jantar e ficamos no suco de uva.

O couvert são alguns pães acompanhados de manteiga, que por sinal estavam divinos e me fizeram lembrar da minha infância, de quando eu passava as férias na casa da minha vó.

Ela fazia pão sovado e assava no forno à lenha. Lembro de ficar ao redor dela observando e pedindo pra ajudar, então ela me dava um pedaço da massa do pão e eu fazia mini pãezinhos como esses do restaurante.

Eu achava o máximo ver no que se transformava aquela massa branquela, em um pão quentinho quee quando você passa a manteiga ela derrete. Quase pedi mais uns pra viagem 😀

De entrada nos foi servido salada, que estava muito boa e com ingredientes frescos. Dependendo do dia tem opção de creme ou então, alguma invenção do chef.

Como prato principal tem várias opções de risotos, massas e carnes. Eu pedi o entrecot grelhado com risoto de aspargos e o Douglas o arroz italiano com charque em lascas, abóbora cabotia e couve manteiga, que também estavam muito saborosos.

E para sobremesa… um cafezinho. Foi tanta comilança nos últimos dias que nem pedimos um docinho de sobremesa dessa vez.

Esse restaurante tem um clima romântico, uma delícia para ir a dois. Claro que é legal para ir em família ou amigos também.

Restaurante Peppo Cucina

Rua Dona Laura, 161 – Bairro Moinhos de Vento
Almoço –  De segunda a sábado a partir das 12h.
Jantar – De segunda a sábado a partir das 19h. 

Valor médio por pessoa R$ 50,00 (comida + bebida + 10% de gorjeta do garçom)

Restaurante Via Imperatore

O restaurante Via Imperatore fica na Cidade Baixa e é uma ótima pedida para quem vai fazer o city tour da linha turismo, pois fica próximo ao ponto de partida.

O ambiente é muito bonito e espaçoso, são dois andares com decoração rústica remetendo a um clima imperial. E esse foi mesmo a intenção dos proprietários, quando descobriram um pouco sobre a história da região onde está localizado.

A gastronomia é italiana servida em um grande buffet com opções de massas, grelhados, saladas, antepastos, queijos, doces e frutas.

Foto: Restaurante Imperatore

No almoço é frequentado, em sua grande maioria, por executivos que trabalham na região. E a noite o público muda, são mais famílias e amigos.

A comida é muito boa mesmo, mas não é algo que você procura para ter uma experiência gastronômica, pelo menos não no almoço, que é mais pá pum. Não sei no jantar. De qualquer maneira, vale a pena se você estiver pela região e/ou a fim de comer uma bela comida italiana sem gastar muito.

Restaurante Via Imperatore

Rua da República, 509 – Cidade Baixa
Almoço –  De terça a sexta das 11h às 15h e sábado, domingo e feriado das 11h às 16h.
Jantar – De terça a sábado das 18h30 às 0h.

Valor médio por pessoa R$ 30,00 (comida + bebida)

Hamburgueria 1903

Provar o melhor da gastronomia é ótimo, mas tem horas que o que a gente quer mesmo é um bom dum hamburguer mesmo, né?

Se você também tem esses surtos por lanchonetes, é gremista (como a Ju) ou gosta de futebol, uma boa ideia em Porto Alegre é comer na lanchonete oficial do Grêmio, a Hamburgeria 1903.

O nome é por causa do ano de fundação do time e o tema, óbvio, é a história dele. Tudo remete às conquistas do time gaúcho, desde a decoração até o cardápio. Nas paredes estão fotos, réplicas dos troféus, as conquistas e a história do time.

Nós fomos na unidade do centro histórico, que ficava nem de frente à praça da Alfândega, já faz um tempinho. Encontramos meio sem querer enquanto andávamos por lá. Essa unidade mudou de endereço e agora está no Shopping Rua da Praia, bem pertinho do antigo local.

Como somos curiosos, pedimos o hambúrguer mais especial, o Celeste, que tem como diferente o pão azul. Sim, pão azul, afinal é a cor do Grêmio né?

Estava muito saboroso, como se espera quando a vontade por lanche me domina hahaha.

Ouvi dizer que o arquirrival não é bem-vindo por lá (brincadeira, podem ir sim), ainda bem que nós estávamos vestidos de azul.

Mas olha, o catchup era vermelho rsrs. Com um aviso “Desculpem nossa falha, não foi possível mudar a cor. Por enquanto…” 😀

Eu, como um bom torcedor infiltrado, comi no campo do adversário e ainda deixei o meu #VaiCurintia, em silêncio para não criar confusão hehehe

Hamburgueria 1903 – Unidade 1

Shopping Rua da Praia – Loja 13 – Praça de Alimentação – Rua dos Andradas, 1001 – Centro Histórico – Porto Alegre/RS
Segunda a Sábado: 10h às 22h / Domingo: 11h às 20h
Site: http://www.h1903.com.br/
Valor: Celeste Combo: R$ 28,90 – Hamburguer no pão azul + batata frita (ou onion rings) + bebida
Existem outras 3 unidades na capital gaúcha: Shopping Praia de Belas, Shopping Iguatemi e Arena do Grêmio.

8 motivos para visitar a Praça das Etnias em Gramado

Gramado tem diversas atrações que contam com altos investimentos, porém um dos lugares mais agradáveis se destaca justamente pela simplicidade, que é o que também buscamos nas viagens.

Estamos falando da Praça das Etnias, que é uma homenagem às três culturas responsáveis pela colonização de Gramado: italiana, alemã e portuguesa. Lá o coração bate em outro ritmo, entrando em compasso com o modo de vida do interior do Rio Grande do Sul.

Festival Italiano no Hilton São Paulo Morumbi com chef Enzo Buffarini

Ontem participamos do lançamento do Festival Italiano, onde provamos alguns dos pratos que serão servidos pelo chef Enzo Buffarini entre hoje (29/11) e sexta-feira (02/12). As receitas como já imaginávamos estavam deliciosas e a noite foi de um ótimo bate-papo com amigos e novos amigos.

5 restaurantes em Gramado que valem a pena conhecer

Já faz alguns anos que vamos para a Serra Gaúcha, acho que esse foi o sexto ano seguido, e dessa vez, preparamos uma seleção de 5 restaurantes em Gramado que valem a pena conhecer. Antes de listá-los, vale dizer que a cidade tem uma grande oferta de restaurantes, e é claro que ainda não provamos todos, mas dos que provamos esses com certeza estão no topo da nossa lista.

6 restaurantes em Buenos Aires que valem a pena conhecer

Durante os 7 dias em que estivemos em Buenos Aires, provamos 14 restaurantes. Não foi uma tarefa muito fácil escolher os restaurantes e algumas vezes eles não foram tão agradáveis quanto esperávamos, então resolvemos contar aqui pra você sobre aqueles que mais gostamos e achamos que vale a pena você provar.

Tente se programar para jantar ou almoçar nesses restaurantes quando estiver visitando algum ponto turístico por perto. Vamos a lista dos 6 restaurantes em Buenos Aires que valem a pena conhecer?

Jardim Japonês, um dos encantos da cultura oriental em Buenos Aires

Pode não fazer muito sentido ir a Buenos Aires e visitar um local oriental, mas o Jardim Japonês destaca-se entre tantas outras opções de parques e áreas verdes da cidade. Fica no bairro de Palermo e é um daqueles lugares que você precisa ir com tempo para aproveitar cada detalhe.

Confesso que não estava tão empolgada para visitar, afinal já moramos no Japão e em São Paulo tem um bairro oriental que frequentamos muito, o bairro da Liberdade.  Mas como ouvimos falar muito bem de lá, resolvemos ir conhecer.

Cafe Tortoni, uma parte da história portenha

– Tchau Julia, boa noite e até breve! Façam ótimo passeio pela cidade.

– Tchau Manuel, boa noite e até breve! Bom trabalho pra você.

E assim, como bons amigos, encerramos nosso primeiro dia em Buenos Aires no famoso Cafe Tortoni. Esta foi a primeira vez que visitamos esse lugar e pode ter certeza que se voltar para a cidade, já tenho um dos meus cafés preferidos. Nada como nos sentir bem recebidos longe de casa.

4 restaurantes em Ilhabela que valem a pena conhecer

Além de toda a beleza das praias de Ilhabela, a ilha nos surpreende com a gastronomia apresentada em pratos da cozinha caiçara e da cozinha internacional. Provamos, aprovamos e recomendamos 4 restaurantes em Ilhabela, além de dois lugares para você tomar café e também dois lugares que ficam no caminho entre São Paulo e Ilhabela, em que vale a pena fazer aquela parada estratégica.

Restaurante Casa de Tereza – Salvador: para ver, sentir, provar e viver

 

Ver, sentir, provar, viver

Palavras de abertura do cardápio do restaurante Casa de Tereza. Essas 4 palavras não sintetizam apenas a experiência dessa cozinha regional baiana. Elas são na verdade a síntese do que é chegar na Bahia com a mente pronta para experimentar os fortes traços culturais, que estão na música, na gastronomia e no estilo de vida dessa terra.

3 restaurantes em Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú

Comer faz parte das experiências de uma viagem, mas muitas vezes é difícil escolher o restaurante, não é mesmo? Principalmente quando você está em uma cidade turística pela primeira vez e ela tem várias opções. Às vezes temos sorte de achar restaurantes bacanas, às vezes seguimos indicações de outras pessoas, e assim vamos testando. Foi assim para escolher os restaurantes em Foz do Iguaçu.

La Guapa e Rua Oscar Freire, entre empanadas e compras

Depois de um dia cheio de atividades (Parque do Ibirapuera, Eataly, Templo Zu Lai e Beco do Batman), levamos meus primos para conhecer a região da Rua Oscar Freire, muito conhecida por suas lojas de marcas famosas, pelos restaurantes e cafés. Um dos principais endereços de luxo de São Paulo.

La Guapa

Na verdade a fome estava grande e fomos direto no La Guapa da chef Paola Carosella, uma das juradas do programa de tv Masterchef Brasil. Queríamos provar as tão comentadas e elogiadas empanadas artesanais e o famoso tabletón que foi apresentado em uma das provas do programa.

20160611_195827

Chegamos no endereço e ficamos um pouco confusos, pois encontramos naquele número a Livraria da Vila. Olhando com mais atenção, percebemos que o La Guapa fica dentro dela, então entramos, subimos um andar e lá no fundo meio escondidinho o avistamos.

20160611_194629

É um espaço bem pequeno, mas aconchegante. No cardápio estão 8 opções de empanadas, salada fresca, sobremesas (alfajor, tabletón ou sorvete) e bebidas. Confesso que foi difícil escolher as empanadas, queria provar todas.

Me Leva de Leve - La Guapa

Provei a clássica de carne, salteña e o Douglas pediu também a salteña e pucacapas (cebolas caramelizadas levemente apimentadas e queijo derretido). O pedido é feito direto no caixa e demora um pouco para ficar pronta, pois a massa da empanada é fechada e assada na hora.

Esperando as empanadas - La Guapa
Esperando as empanadas – La Guapa

Achei que valeu a pena, estavam gostosas, mas nada assim uau, que você não vá encontrar em outro lugar.

Empanadas artesanais - La Guapa
Empanadas artesanais – La Guapa

De sobremesa provamos o famoso tabletón, que nos deixou com água na boca no episódio do Masterchef. Dividi com o Douglas, pois a sobremesa é grandinha e beeeem doce. No início o sabor é agradável, mas depois vai ficando enjoativo. Acho que é o excesso de cacau em pó.

Tabletón - La Guapa
Tabletón – La Guapa

Tomamos um suco de manga super saboroso, só que um pouco caro pela quantidade.

Me Leva de Leve - La Guapa
Suco orgânico

Uma pena foi não ter encontrado com a chef Paola, seria bom demais pra ser verdade né. Perguntamos para as atendentes e elas disseram que às vezes ela aparece por lá. Quem sabe você tem a sorte de encontrar ela hein 😉

Rua Oscar Freire

Energias recarregadas, lá fomos nós andar um pouco pela elegante rua Oscar Freire. Como já estava um pouco tarde, a maioria das lojas já estavam fechadas.

Rua Oscar Freire
Rua Oscar Freire

Andando pela rua encontramos a Riachuelo, era uma das poucas que estavam abertas. Nessa loja tem peças exclusivas que você não vai encontrar nas outras lojas da rede, com preços semelhantes aos de shopping. Tem sessão masculina, feminina e infantil.. Então vale a pena conferir, principalmente se as outras marcas da Oscar Freire estão além do seu bolso.

20160611_203726

Lá na Oscar Freire você vai encontrar por exemplo loja da Melissa, Iódice, Calvin Klein, Animale, Forever 21, Rosa Chá, Schutz, Tommy Hilfiger, H.Stern, Pandora, Havaianas, Versace, entre outras tantas.

Me Leva de Leve - Rua Oscar Freire

Tem até uma galeria com roupas de estilistas que estão começando, tipo uma feirinha, cada um com seu espaço para expor suas peças, mas não tem nada muito barato. O lugar se chama Mercadinho Chic e fica no número 720 da Oscar Freire.

A rua é muito bem cuidada, segura e organizada. Com espaço para descansar durante as compras com bancos de madeira, wi-fi, bicicletários e outras facilidades VIP. Mesmo que você não vá comprar nada, vale a pena passear por lá. Vários famosos circulam por esse lugar, como dizem os paulistanos, é um lugar para ver e ser visto.

Onde: Livraria da Vila, no 2 andar – Alameda Lorena, 1731, Jardim Paulista – São Paulo.
Quando: Todos os dias.
Horário: 10:30 às 21:30. Domingo 12:30 às 19:30.
Como chegar:
De metrô: 11 minutos a pé da estação de metrô Consolação (linha verde), confira seu roteiro no site do metro.
De ônibus: Confira o site da SPtrans.
De carro: Endereço acima. Estacionamento pago na porta da Livraria ou na rua com cartão zona azul de segunda a sábado.
Quanto custa: Empanadas R$ 6,90 cada. Tabletón R$ 14,00, suco 10,50.
Mais informações: www.laguapa.com.br e/ou +55 11 4116-4364

Rua Oscar Freire

Onde: Rua Oscar Freire (entre Rua Mello Alves e Rua Ministro Rocha de Azevedo), Jardim Paulista – São Paulo
Quando: Maioria das lojas abrem de segunda a sábado.
Horário: Maioria das lojas funcionam das 09:00 às 18:00.
Quanto custa: Andar pelas ruas é de graça, já as compras …. você vai encontrar coisas baratas até caríssimas.
Mais informações: www.oscarfreiresp.com.br e/ou +55 11 3063-0916

 


Para planejar a sua viagem para São Paulo:

Opções de hotéis na cidade, para escolher e reservar agora pelo Booking. Confira aqui.
Opções de seguro de viagem, com comparativo de preços. Confira e contrate aqui.

Eataly São Paulo, um lugar para comer, comprar e aprender

Uma das coisas mais legais de São Paulo é a diversidade, que acaba refletindo na variedade gastronômica.

Você sabia que a cidade tem 11,9 milhões de habitantes e a região metropolitana chega a 21 milhões? Sendo estes de 70 nacionalidades diferentes? O resultado disso são mais de 15 mil restaurantes, 500 churrascarias, 250 restaurantes japoneses, 20 mil bares, 4,5 mil pizzarias, 60 restaurantes vegetarianos, 3,2 mil padarias e 2 mil opções de delivery.

Não é a toa que a cidade de São Paulo é considerada a capital mundial da gastronomia. Aqui o complicado é escolher onde comer.

7 restaurantes no centro de Buenos Aires

 

Apesar de não ser mais tão vantajoso viajar para a Argentina para fazer compras, a cidade de Buenos Aires continua muito popular entre os brasileiros, que além de visitar os principais pontos turísticos, também aproveitam para comer muito bem na cidade. Seja em restaurantes mais refinados e caros, seja com orçamentos menos flexíveis, a gastronomia portenha tem opções para todos os bolsos e gostos, incluindo as tradicionais empanadas, que muitas vezes não chegam a custar nem 1 dólar.

Quitutes da Khao San Road

– Jú, vou escrever o post do dia que eu comi grilo.

– Não é gafanhoto?

– Qual é a diferença?

– Não sei, a cor, o tamanho… O sabor… hahaha

E assim começou a conversa sobre esse post, sobre o dia em que eu provei gafanhoto e larvinha na Khao San Road, a rua dos mochileiros de Bangkok, Tailândia.

Não acredita?? Continue lendo então…

Pizza caseira de atum com rúcula

Nosso primeiro post de receitas feitas por nós mesmos só podia ser de pizza, né? Claro, todo mundo gosta!

Escolhemos uma pizza caseira de atum com rúcula pois é muito gostosa, fácil de fazer e a aparência também agrada muito. A cobertura você pode trocar pela que você mais gosta, nós usamos essa pois é uma das que mais gostamos.

Vamos lá, antes de começar confira se você tem todos esses ingredientes abaixo, caso contrário corra no mercado pra comprar.

Red Lobster de Brasília

Estava no aeroporto de Brasília esperando meu voo de volta para São Paulo e ainda tinha algumas horas de espera. Então comecei a andar pelo terminal para passar o tempo.

Foi quando eu vi o Red Lobster na praça de alimentação. Nunca comi em um deles, mas conheço a fama: rede americana com centenas de unidades e famosa pelo bom serviço e sabor. E como já era quase hora do jantar, não pensei duas vezes.

Bio Carioca, uma surpresa gastronômica no Rio de Janeiro

Gorgonzola, nozes e mel. Será que combina??

Foi isso que pensei quando vi os ingredientes desse risoto do restaurante Bio Carioca, que fica em Copacabana, pertinho do Othon Palace Hotel.

Com tantos restaurantes super renomados no Rio de Janeiro, esse foi uma ótima e (até que) econômica surpresa.

Chegamos lá sem querer. A ideia era provar o crepe do Le Ble Noir, que é muito bem falado no tripadvisor. Mas a fila de espera e o preço um pouco acima do nosso orçamento nos fizeram desistir.

Café da Roça Altoé da Montanha e a deliciosa pizza de polenta

 

Pense em um prato de polenta. Agora pense em uma pizza deliciosa. Pensou? Nós pensamos a mesma coisa que você, mas o Café da Roça Altoé da Montanha juntou tudo e nos surpreendeu: pizza de polenta!

Nossa viagem pelo Espírito Santo não poderia ter começado melhor, o estado nos conquistou de cara, e pelo nosso ponto fraco…

Café colonial em Gramado e Canela

 

Onde comer em Gramado e Canela? Entre as diversas opções da cidade, uma experiência gastronômica não pode faltar: o café colonial!

Quem não é do Sul pode não conhecer o conceito, mas vale a pena (e muito) se deliciar em um deles. Eu não conhecia, até começar a namorar a Júlia (obrigado Jú!). É certeza de ganhar uns quilos a mais…

Lamb and Flag, pub em Covent Garden, Londres

 

Quem acompanha nosso blog sabe que uma das coisas que a gente não faz quando viaja é sair para beber. Mas… como nossa temporada de 2 meses em Londres não foi só uma viagem, como nós ‘fixamos’ residência por lá, não poderíamos deixar de viver um pouco da alma britânica e visitamos um dos pubs mais tradicionais da cidade. Um casal de amigos franceses estava na cidade e combinamos de nos encontrar lá.

87ª Festa de Nossa Senhora Achiropita

Quem gosta de festa italiana pode comemorar! Começou no dia 3 de agosto a mais tradicional de São Paulo, a Festa de Nossa Senhora Achiropita. E nós, claro, fomos lá no Bairro do Bixiga conferir a festa e aproveitar para jantar.

A Festa de Nossa Senhora Achiropita

A Festa de Nossa Senhora Achiropita está na 87ª edição e contará com mais de 950 voluntários. A festa é uma homenagem feita pela comunidade italiana à padroeira do Bairro do Bixiga e o dinheiro da festa é revertido para as obras sociais da igreja.

8 lugares para comer em Gramado e Canela gastando até R$ 25,00 por pessoa

 

{Atualizado em novembro/2016}

As cidades de Gramado e Canela são destinos turísticos muito visitados no Brasil, com bons restaurantes, mas isso não quer dizer que você tenha que gastar muito nas refeições.

Procurando direitinho e com algumas dicas de lugares para comer em Gramado e Canela você consegue fazer uma refeição boa e barata.